sábado, 30 de julho de 2011

Herança.

Que pecados cometi
Que não sou capaz de redimir-los apenas com ações.
Se sou eu ainda tão jovem, ainda tão vivo
Que pecados foram esses que me fazem desistir sem mais tentar.
Se fui eu tão promissor aos olhos de todos
Que pecado eu guardei, que ainda não me sinto vivo para sonhar.
Sinto que aos poucos estou perdendo o jeito
A calma, o calor.
Que pecados eu herdei, que me fazem sem virtudes, e coberto de pavor.
Prova o dia que nasce belo, e que “inturva” com o passar das horas.
Como se meus gostos fossem uma oferenda para tudo o que faz mal.
A dias não escrevo,
Me faltam desejos,
Me faltam palavras.
Se sou eu mesmo tão esperto
Que pecado ainda pago, que não consigo te ter por perto.
Justo eu,
Eu que sempre a vida brindei,
Eu que sempre para vida sorri.
Quantos pecados ainda restam
Quantas noites ainda sem dormir...
Facilmente me assusto, normalmente me abalo
As mão tremem e não escrevem
Hoje vivo sem trabalho.
Por quantos dias ainda?
Por quantas noites ainda?
Vejo triste a menina que jurei somente amar.
Malditos pecados meus.
Que me privam de torna-la feliz.
Já fui mais divertido, mais falante, mais bonito.
E quantos pecados cometi,
Que me vejo apodrecendo no espelho.
As horas vão passado, mais um sábado indo embora.
E a duvida que ecoa em minha mente sem memórias.

Que pecados cometi, que me privam de viver. Se tantos outros são ruins, por que resolveram me escolher...?

Por – Vinicius Case de La Sota

3 comentários:

Blog do Akira disse...

Vinícius, menino

É muito cedo ainda para pensar nos pecados cometidos e para visualizar rostos apodrecendo nos espelhos.

Um abraço do Akira.

Tiago Araújo disse...

Vi, meu chapa. são tantas coisas pra te dizer que não haveria cem blogs que coubessem minhas palavras. lindo. foda. ducaralho. genial. e sei lá mais quantos adjetivos positivos cabem nesse poema.
diferente do akira, não acho cedo pra uma poesia tão visceral e sincera quanto a tua. sei que ele disse isso porque sabe que as palavras, as boas palavras, são como um câncer incurável e que você já não tem salvação....
parabéns meu irmão.

Louise disse...

Deus é o perfeito poeta, / que atua nas suas próprias criações e
voce é um escolhido!!!!
Parabéns!!!